Quero ser minimalista, como começar?

Quero ser minimalista

Quero ser minimalista, mas não sei como começar!

Após pesquisar e vivenciar pessoas que optaram por uma vida minimalista, acredito que este sentimento acaba surgindo e você pensa: quero ser minimalista.  Mas muitos não sabem por onde começar e se sentem um pouco perdido, ou aterrorizados.

Quero comentar aqui, alguns passos que poderão lhe ajudar a encontrar este caminho. Mas não se iluda, não existe uma receita mágica ou uma varinha que fará plim e tudo se transformará.

Toda mudança, só é possível se você se propor a mudar e lutar todo dia para que sua cabeça aceite isso.

O meu sentimento quando comecei a praticar o minimalismo, no início foi de culpa por ter acumulado muita coisa que eu não precisava ou não usava mais. Depois veio a felicidade, pois eu poderia mudar tudo aquilo que não tinha mais sentido para mim. Confesso que no começo me senti aterrorizado, pois não conseguia me organizar e realmente cumprir alguns objetivos que havia traçado para mim.

Um Desafio

Querer ser minimalista é um desafio muito grande nos dias de hoje, especialmente no começo, mas fique tranquilo que irei lhe ajudar.

Você não precisa partir para um caso extremo e sair se livrando de tudo de um dia para o outro. Isso pode não ser a melhor opção, mas existe casos de pessoas que partiram para este caminho. O mais importante, é que você tomou esta atitude e está pré disposto a mudar sua vida. Quando se trata de minimalismo, o importante é começar. Dê pequenos passos e comece a fazer uma coisa depois da outra. Livre-se de uma posse desnecessária de cada vez. Elimine uma atividade de distração após a outra. Desta forma, você fará a transição para uma vida minimalista muito mais suave.

Aqui estão os passos essenciais que você pode tomar para simplificar sua vida e viver mais minimalista.

Quero ser minimalista

1 – Estabeleça prioridades

Comece analisando sua vida, faça uma retrospectiva de como foi sua jornada até agora e veja se está alinhada com sua prioridades e onde você quer chegar.

Descubra quais elementos de sua vida agregam maior valor, felicidade e significado à sua a ela. Isso ajudará você a definir suas prioridades corretamente. Com uma compreensão clara do que é realmente importante para você, é muito mais fácil iniciar o processo de minimização. Você pode começar a avaliar sua vida fazendo uma pequena lista. Anote as coisas mais importantes e concentre-se nelas primeiro. Aquilo que não está em sua lista, desapegue!

2 – Avalie seus bens materiais

Após realizar uma análise de suas prioridades, com certeza você irá de encontro com seus bens materiais. É hora de avaliar e tudo que você possui e confrontar se essas coisas estão alinhadas com suas prioridades. Parece um pouco difícil, porém basta você ver sua lista e aquilo que você adquiriu.

Comece devagar, eliminando uma ou duas dessas coisas por semana. Descobrir se as coisas que você possui agregam valor à sua vida ou se elas simplesmente o distraem do seu propósito, porém muitas vezes é difícil admitir, mas a avaliação de suas posses pode destacar que você possui muitas coisas de pouco ou nenhum valor.

3 – Se organise

Comece pela sua área de trabalho, quarto ou cozinha. O importante é começar a liberar espaço e deixar o ambiente mais limpo e claro. Organize as coisas que você realmente precisa e usou nos últimos 90 dias, aquilo que não utiliza mais venda ou doe. O importante é pegar um cômodo do seu ambiente por semana e ir limpando e organizando. Livre sua casa e trabalho da desordem.

4 – Guarde dinheiro

Um exercício que comecei a fazer quando coloquei na cabeça a frase: quero ser minimalista, foi que toda vez que eu queria comprar algo, eu guardaria o valor daquele item e pensaria durante três dias se aquilo era útil pra mim e se conseguiria viver sem aquilo. Em 99% das vezes, eu conseguia viver sem aquele item, pois eu já vivia sem ele e sobrevivi todo este tempo. No final, o dinheiro que eu iria gastar com o cartão de crédito, acabou indo para minha poupança e isso me trouxe mais felicidade e tranquilidade do que quando eu comprava algo. O comprar algo era passageiro com e era acompanhado  do sentimento de culpa, já o guardar dinheiro começou a ser um sentimento por mais tempo  e seguido de uma sensação de paz e tranquilidade.

5 – Devagar e respire

A vida é curta e passa rápido. Tire o pé do acelerador, respire e aproveite a sua jornada. Preste mais atenção ao seu redor, nas pessoas e na natureza. Faça 15 minutos de meditação pela manhã e antes de dormir.

No trabalho, faça pausas para o café (sem açúcar), ande e se socialize com os colegas. Agradeça mais, reclame menos e não julgue as pessoas.

Leia também sobre a regra 90/90 e como ela pode te ajudar.

Siga-me no instagram

 

No comments
Share:

You Might Also Like

O que é minimalismo

O que é minimalismo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *